Edleuza
"É isso aí! Como a gente achou que ia ser..."

A primeira vez que ouvi essa música achei a melodia simplesmente linda, mas a letra, no entanto, pareceu-me pobre, repetitiva... "Eu não sei parar de te olhar, não sei parar de te olhar, não vou parar de te olhar, eu não me canso de olhar, não vou parar de te olhar..."
Mas que pessoal sem criatividade! - eu pensava.

Pouco tempo depois (ainda bem que bem pouco!), comecei a sentir as palavras de uma forma diferente e a fazer uma outra leitura do que, possivelmente, se quis retratar.

Que coisa linnnnnda!!!

Situações da vida, pessoas, realidades, controvérsias... uma a uma
vão desfilando por meio das palavras, como flashs... E de repente o foco se fixa em alguém, revelando um sentimento forte, insistente e intenso. E mesmo o mundo continuando a girar e a realidade a se fazer imperativa, o olhar permanece naquela pessoa, e só nela.

É isso aí... quando se está apaixonado ou quando se ama profundamente alguém
é assim mesmo, a gente não sabe e nem consegue parar de pensar e de olhar para aquela pessoa. A despeito da vida continuar a acontecer, com toda a sua força e drama, tudo ao redor parece perder o foco, pois o olhar e a alma estão ali, abraçados àquele alguém...



É isso aí
(Composição: Damien Rice. Versão: Ana Carolina)

É isso ai!
Como a gente achou que ia ser
a vida tão simples é boa
Quase sempre
É isso aí!
Os passos vão pelas ruas
Ninguém reparou na lua
A vida sempre continua

Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não sei parar
De te olhar

É isso aí!
Há quem a credite em milagres
Há quem cometa maldades
Há quem não saiba dizer a verdade

É isso aí!
Um vendedor de flores
Ensinar seus filhos a escolher seus amores

Eu não sei parar de te olhar
Não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Eu não vou parar de te olhar

É isso aí
Há quem acredite em milagres
Há quem cometa maldades
Há quem não saiba dizer a verdade

É isso aí!
Um vendedor de flores
Ensinar seus filhos a escolher seus amores

Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não vou parar de te olhar



8 Responses
  1. Olá Edileuza
    Amei seu blog!!! Criativo, divertido, eclético!!!
    Estarei aqui te visitando (sempre). Um grande abraço para você e para o meu amigão Ebenézer!


  2. É isso aí! Que blog mais lindo! Como vai minha Sampa querida?
    É um prazer reencontrá-la, nisso a internet é uma alegria. Sinto saudades de todos e não esqueço a professora apaixonada por seus alunos que você é. Seu carisma sempre encantava a todos do curso de Letras e depois no curso de Pedagogia também. Seja sempre muito feliz, querida. E dê uma passadinha no meu blog. Quando tenho tempo escrevo coisitas de mãe e outras mais... Um beijo bem grande. Saudades,
    Márcia Haydée


  3. Edleuza Says:

    Frank,
    obrigada por sua presença!!!!!!
    Um abração em vocês quatro!


  4. Edleuza Says:

    Márcia,
    quase choro com suas palavras... obrigada!
    Vou passar no seu blog, sim!
    Um beijo grande em vocês, especialmente numa princesinha de olhos azuis...
    Saudades!


  5. tarcisio Says:

    prof tambem adoro a an carolina é isso ai..


  6. Edleuza Says:

    Ela tem uma voz e um estilo que chega a doer dentro da gente... acho lindo!


  7. Anônimo Says:

    Nêna,
    Amei esse blog. Parabéns por tanta criatividade e informações valiosas da lingua portuguesa. Gostaria de ver alguma coisa sobre redação. Sou sua fã n 1 e estou aprendendo muito com os comentários, exemplos e aplicações práticas. Português é complicado para entender, mas você torna tudo mais fácil.
    Côca


  8. Edleuza Says:

    Que lindo, Coquinha!
    Venha sempre e sempre!
    Falaremos sobre redação pessoalmente.

    Seu amor e carinho tornam minha vida mais significativa.

    Saudades, saudadessss!!!!


Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails