Edleuza

Chega mais perto e contempla as palavras.
Cada uma
tem mil faces secretas sob a face neutra
e te pergunta, sem interesse pela resposta,
pobre ou terrível, que lhe deres:
Trouxeste a chave?


(Drummond)



Edleuza

Você é uma garota LINDA, que tem tudo para ser "poderosa", no sentido que o livro comenta. Porém, mesmo quem é assim como você, que tem beleza, inteligência, criatividade, sensualidade, que faz amigos... poderá NÃO ser tão poderosa assim e perder o encanto aos olhos do namorado, noivo, marido...

Esse é o tipo do livro que vale a pena ler aos pouquinhos... pensando no que está escrito e analisando como você está agindo em seus relacionamentos amorosos.

ESSE É REALMENTE UM LIVRO PARA QUEM QUER SER IMPORTANTE AOS SEUS PRÓPRIOS OLHOS, POIS, SÓ ASSIM, CONTINUARÁ SENDO IMPORTANTE PARA O SEXO OPOSTO.



Edleuza




O amor é lindo!...
(Edleuza Teles)


Estava decidido: o lugar tinha que ser especial. Gente bonita, música romântica ao vivo, do jeito que ela queria. Perfeito! Tudo bem que metade do salário ficaria ali mesmo, mas valeria a pena, afinal, não estava sendo nada fácil conquistar aquela garota incrível, de olhar profundo e cabelos compridos.


- Garçom, por favor, vamos querer este prato.

- Esse a gente não tem.

- Não tem? Mas no cardápio...

- Eu já falei, está em falta! Escolha outro.


Para não estragar o momento...

- Tudo bem, o que você sugere, Pri?

- Eu quero...

- Esse também não vai dar.

- Como assim “não vai dar”? Que lugar é esse, afinal?

- Um restaurante, ué!

Já começando a suar frio e tentando controlar a raiva:

- Não vamos encompridar essa conversa, não está surtindo efeito algum. Por favor, chame o gerente!

Dez minutos depois:

- Boa noite – cumprimentou o gerente -, em que posso ajudá-los?

- Creio que está havendo algum equívoco aqui, pois não há nenhum dos pratos que pedimos...

- Não há equívoco nenhum, cavalheiro, costumamos sortir muito bem nossos estoques e cumprir com nossos compromissos para atender aos clientes.

- Então, tá! Vejamos, queremos este prato aqui – e pediu Filé de frango à francesa, a especialidade da casa.

- Não, esse também não temos – afirmou o gerente, muito sério.

- Mas que absurdo!!

- Absurdo é o relógio que o senhor está usando, que ultrapassado, hein?...

- Mas o que isso tem a ver?! Vamos embora daqui, Pri, sinto muito!

- Tudo bem, mas antes de sair o senhor vai ter que pagar uma taxa extra por ter chamado a gerência, sem necessidade.

- O quê?!?!

Já estava pronto para jogar a tábua de queijos no vultoso homem e fazer um rebuliço no restaurante, quando ouve a voz conhecida do Marcão, primo da namorada, soar ao microfone:

- Beto e Priscila! O amor é lindo!... O jantar hoje é por nossa conta, pombinhos, divirtam-se!

Não acreditava naquilo! Além de linda, ela era surpreendente: armara tudo e agora se desmanchava de rir, enquanto o cobria de beijos, ao som dos aplausos que a cena despertara. O trote deu certo. E o romance também.



(Texto produzido para a editora CPB - todos os direitos reservados).

Narrativa divertida para leitura e encenação, geralmente os alunos gostam muito. Depois, pode-se trabalhar a questão das palavras parônimas/parecidas - as que estão grifadas no texto e muitas das outras existentes em nossa língua.



Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails