Edleuza
Para quem viveu uma grande decepção ou uma grande queda, só o que é justo interessa...

Edleuza
Já comentamos sobre a vírgula, aqui no blog, e os efeitos de sentido que seu uso pode provocar no texto. Um dia desses, não sei exatamente onde, me encontrei com a letra dessa música do Chico César (logo abaixo) e achei simplesmente fantástico o jogo de sentido que ele produziu!

Observe que não se trata de alguém, já velho, pedindo respeito à sua idade:
"Respeitem meus cabelos brancos",

mas de um chamamento imperativo à sensibilidade humana:
"Respeitem meus cabelos, brancos".

Nas mãos do conhecimento e da criatividade, um simples sinal de pontuação pode ser incrível!...



Respeitem meus cabelos, brancos

Chico César


Respeitem meus cabelos, brancos
Chegou a hora de falar
Vamos ser francos
Pois quando um preto fala
O branco cala ou deixa a sala
Com veludo nos tamancos


Cabelo veio da áfrica
Junto com meus santos


Benguelas, zulus, gêges
Rebolos, bundos, bantos
Batuques, toques, mandingas
Danças, tranças, cantos


Respeitem meus cabelos, brancos

Se eu quero pixaim, deixa
Se eu quero enrolar, deixa
Se eu quero colorir, deixa
Se eu quero assanhar, deixa
Deixa, deixa a madeixa balançar




Quando digo “respeitem meus cabelos, brancos”

não falo só de mim nem quero dizer só isso. Debaixo dos cabelos, o homem como metáfora. A raça. A geração. A pessoa e suas ideias. A luta para manter-se de pé e mantê-las, as idéias, flecheiras. É como se alguém dissesse “respeitem minha particularidade". É o que eu digo, como artista brasileiro nordestino descendente de negros e índios. E brancos. Ou ainda no plural: minhas particularidades mutantes. Fala-se em tolerância. Pois não é disso que se trata. Trata-se de respeito. (Chico César)

http://www2.uol.com.br/chicocesar/musica/discorespeitem.htm

Edleuza

Terça-feira, aulas, clima de paz
e a sensação de ter feito o que é certo.
N
um recomeço, mais do que nunca, vive-se um dia de cada vez...



Edleuza
"... tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai." (*)


(* Filip 4: 8. Sábio conselho escrito há tanto tempo, mas que ainda continua tão atual, pois nós seres humanos ainda somos os mesmos...)
Dor
Edleuza

Amar muitas vezes dói. Viver dói.
Já faz mais de dez dias que o pequeno Daniel está na UTI, respirando por meio de aparelhos... isso está doendo. Está doendo saber do cansaço e da angústia que um pai e uma (incansável) mãe estão passando. A vida é o que há de maiis frágil... e viver esse momento não está sendo fácil.
Edleuza

Ame
profunda e apaixonadamente.
Você pode sair ferido, mas é a única
maneira de
se viver com plenitude.



Edleuza
Este ano vamos experimentar quatro datas incomuns:

1/1/11,

1/11/11,

11/1/11,

11/11/11

E tem mais! Faça o teste: pegue os dois últimos dígitos do ano em que você nasceu mais a idade que vai ter este ano. Será igual a 111 para todos! Isso é no mínimo muito curioso.




Edleuza


Vendo esse quadro, além de dar uma boa risada, fiquei pensando na questão do "adequar-se ao sistema". No caso acima, a melhor saída foi deixar as regras de lado e usar de bom senso - mas, claro, a decisão partindo de quem manda...

Geralmente, o adequar-se é compulsório e o subordinado não tem mesmo escolha: se determinada instituição exige um uniforme, crachá, outro acessório ou um padrão de linguagem e de comportamento, não tem choro nem vela, você tem que se ajustar.

Fiquei pensando, por outro lado, em outra situação um tanto quanto intrigante: quando o próprio sistema permite (ou mesmo incentiva) que você deixe o espírito de cooperação de lado, o bom senso e a qualidade de seu trabalho, para alinhar-se à maioria (será que estou exagerando?). Nesse contexto, quando uma pessoa é muito comprometida com o que faz, empenha-se e procura dar o melhor de si, começa a ser vista de forma negativa e a incomodar os que estão na confortável posição do descomprometimento...

O que resulta disso, normalmente, é um desconforto de ambas as partes e a desmotivação de quem gostaria que as coisas fossem diferentes...



Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails